Fonoaudiologia

Fonoaudiologia

Almoço de domingo em família. Muita comida e notícias de como foi a semana de cada ente querido.

Algo rotineiro para muitos de nós.

Já parou para pensar que o envelhecimento associado a doenças pode mudar esse almoço?

Então, vamos pensar…

A fala e linguagem verbal são grandes responsáveis pela interação social de qualquer ser humano. A deglutição é componente importante da nossa alimentação e é inegável o papel das refeições para confraternizar e estreitar laços na comunidade. Comunicação e deglutição são funções essenciais para mantermos uma vida ativa e de qualidade. Cuidar disso é papel do fonoaudiólogo.

Esse profissional aparece como parte imprescindível no reestabelecimento das habilidades comunicativas às quais podem ser afetadas pelo processo da senescência (envelhecimento natural) ou por doenças (especialmente as neurológicas), -Demência de Alzheimer, Doença de Parkinson, Acidente Vascular Cerebral (AVC ou derrame) – bem como na implementação de estratégias para uma deglutição segura e prazerosa, minimizando riscos de pneumonias decorrentes do “engolir errado” e buscando evitar uso desnecessário de sondas.

Pensar que um dos espectros da qualidade de vida é ter voz ativa na comunidade, participar de atividades em família, observa-se quão essenciais são a comunicação e a deglutição adequadas. É pensar quão aparentemente discreto, porém eficaz, é papel do Fonoaudiólogo naquele rotineiro almoço de domingo.

Priscila de Paula Motta
CRF 9 16470-2
Fonoaudióloga com atuação em disfagia (distúrbios da deglutição) e linguagem.

Ligue-nos e agende uma consulta. 3343-4366/ 98217-7718.

Outras Especialidades

Reumatologia Geriatria Medicina do Sono

Cuidar é mais que um ato,
é uma atitude. Atitude de
responsabilização e de
envolvimento
afetivo com
o outro.

Pré-Agende sua consulta

X
×